A hierarquia visual em design de textos: como guiar os olhos do leitor

Descubra os princípios da hierarquia visual e confira estratégias simples para alavancar sua presença digital

Você já percebeu que, quando se depara com qualquer conteúdo na internet, principalmente aqueles com maior carga textual, sua primeira reação é escanear rapidamente a página com os olhos em busca das informações essenciais? Agindo assim, você consegue encontrar mais rapidamente a informação de que precisa sem precisar ler todo o texto da página, não é? Pois bem, isso só é possível porque aquela página em questão faz bom uso do princípio da Hierarquia Visual.

Pensando nessa tendência a escanear os conteúdos, foram estabelecidos dois padrões de leitura, que expressam mais facilmente como a grande maioria dos usuários consome certos tipos de conteúdo. Através de imagens geradas por um mapa de calor, podemos perceber duas formas específicas que definem essas leituras, que se assemelham a duas letras:

- Padrão Z: nesse padrão, os olhos do usuário vão da esquerda para a direita a partir do topo da página; depois, descem pela diagonal até a parte inferior esquerda da página; então, termina a leitura novamente seguindo da direita para a esquerda. Esse padrão funciona melhor para páginas que possuem mais elementos e menos texto, como sites e aplicativos.

- Padrão F: aqui, o usuário tende a escanear o conteúdo de cima para baixo em busca de palavras ou termos que lhe interessam, e depois retorna ao topo e lê o conteúdo normalmente. É mais interessante para páginas que possuem mais texto que imagens, como este post de blog, por exemplo.

Esses padrões nos ajudam a escolher a melhor forma de organizar o conteúdo de uma página, mas não são suficientes para dominar a arte da Hierarquia Visual.

A Hierarquia Visual existe em conformidade com os 4 princípios do design, ou seja, é mais uma estratégia para a criação e formatação de um conteúdo interessante e chamativo. A hierarquia visual procura organizar as informações de um conteúdo – seja texto, imagem, gráfico, entre tantos outros – segundo uma ordem de importância, e quando bem feito, consegue atrair e prender a atenção do usuário, direcionando-o às informações na ordem em que devem ser recebidas.

Quando organizamos um conteúdo em uma página, devemos garantir que ele obedeça a 3 principais funções:

- Orientação: conduzir a ação do usuário dentro da página, de forma que o consumo daquele conteúdo seja fácil, mas sem fazer com que ele se sinta pressionado a navegar.

- Comunicação: o usuário deve ser capaz de encontrar as informações que procura com facilidade, sem muito esforço.

- Impacto emocional: incluir elementos que envolvam o usuário, para que ele se conecte com aquele conteúdo, o que deixa sua experiência mais leve.

Essas funções, quando aliadas aos padrões de leitura, representam um excelente fundamento para a criação de páginas atrativas e funcionais. Elas ajudam a informar a forma de pensamento e consumo do usuário, mas ainda abrem espaço para uma criação natural e orgânica do conteúdo.

Depois de conhecer esses fundamentos, é interessante conhecer algumas estratégias que podem facilitar a criação de um conteúdo incrível, organizado e agradável de acessar.

- Tipografia: dê preferência a fontes de fácil leitura, que não cansam os olhos.

- Cor e contraste: escolha cores que se conectem com o seu público, mas esteja atento ao contraste entre os elementos, de forma que as informações principais consigam se destacar facilmente.

- Escala: coloque as informações essenciais em tamanho maior em relação às outras.

- Proximidade: aproxime informações relacionadas e afaste informações diferentes.

- Alinhamento: estabeleça uma organização espacial que alinhe os diferentes elementos, para que a página não tenha uma aparência confusa e bagunçada.

- Espaço em branco: não tente ocupar todos os cantos da página; ao invés disso, permita espaços em branco, que funcionam como um respiro para os olhos e também ajudam a organizar o espaço.

Por último, fique atento à dica extra: aqui você verá como melhorar ainda mais a qualidade e funcionalidade do seu conteúdo com um roteiro especial para a escrita de textos informativos. Aproveite!

Tente aplicar as dicas que demos neste post no próximo conteúdo que você criar e observe se a resposta do usuário será melhor!

Se você gostou dessas dicas, fique sempre atento ao nosso blog, pois estamos sempre trazendo dicas importantes para melhorar sua presença online. Venha também nos conhecer e descobrir as melhores soluções para o seu negócio!

Artigos Relacionados

Você sabe o que é segmentação demográfica?

Conheça a estratégia de marketing que ajuda marcas a encontrarem o seu público Ao contrário do que muita gente pensa, […]

Leia mais
A relevância das mensagens privadas (DMs) para o algoritmo do Instagram

Entenda o que essa ferramenta pode fazer pela credibilidade da sua empresa Você já reparou que, quando abre o aplicativo […]

Leia mais
O que é SEO?

Familiarize-se com o conceito e as principais estratégias do SEO para alavancar o seu conteúdo nas pesquisas. No último mês, […]

Leia mais
1 2 3 40
contato@gardenconsultoria.com.br
(31) 2576.2078
text-align-right