fbpx

13 de julho de 2015

A crise chegou. E agora?

0 Flares 0 Flares ×

Muito se tem falado e escrito atualmente sobre crescimento, crescimento negativo, crise. Aliás, para alguns empresários, a vontade é de fugir de assuntos como esse. Afinal, ser pessimista pra quê?

Mas a história não é bem assim, concorda?

Minha sócia gosta de confrontar, com bom humor, dois cenários. E, para apresentá-los, ela costuma explicar: Existem dois mundos: o ideal e o real. O ideal seria aquele em que nós estivéssemos, por exemplo, em Cancun, tomando Sol, descansando em perfeito relax. Já o real… bem, o real é este aqui mesmo, em que estamos agora…

Um pouco tragicômico? Nem tanto. Antes, somente uma dose adequada de otimismo realista.

Mas, se é assim, como fazermos, então, para driblar essa crise? As respostas, na verdade, estão dentro de nós mesmos.

Ah, tá…isso está parecendo o filme Karatê Kid, ou de monge Kung Fu…

Será?… Perceba: você tem tentado há semanas, meses, ou até, anos encontrar respostas, sem sucesso. E sabe por quê?

Por que está fazendo as perguntas erradas. Um exemplo clássico disto foi o que afirmou o célebre autor, Norman Vincent Peale:

Quando a dor ataca, frequentemente fazemos perguntas erradas, como: Por que eu? As perguntas corretas são: O que posso aprender com isso? O que posso fazer a respeito disso? O que posso realizar apesar disso?

Afinal, como afirmou o gênio da ciência, Albert Einstein:

Não são as respostas que movem o mundo, são as perguntas.

Você deve estar se perguntando: Mas e em meu caso, quais seriam essas perguntas? Consulte nosso Coach.

Zauber Melo, Coach e Sócio-diretor Garden Consultoria e Marketing

 

Uma das vantagens do processo de Coaching é o assessoramento provido pelo profissional da área para que o coachee (assessorado) chegue às perguntas corretas, as quais conduzirão às respostas esperadas.

Faça contato para uma visita. Mude sua perspectiva e altere sua realidade.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×